PRÓXIMO FILME

Reunião em 08.12.2019, excepcionalmente às 15 h

A Vida Invisível (Brasil / Alemanha, 2019, 139 minutos)
 
Direção: Karim Aïnouz

Roteiro: Murilo Hauser, Inés Bortagaray e Karim Ainouz, baseado no livro “A vida invisível de Eurídice Gusmão”, de Martha Batalha

Elenco: Carol Duarte (Eurídice Gusmão), Julia Stockler (Guida Gusmão), Gregório Duvivier (Antenor), Fernanda Montenegro (Eurídice Gusmão), Bárbara Santos (Filomena), Antonio Fonseca (Manuel Gusmão), Flávia Gusmão (Ana Gusmão), Cristina Pereira (Cecília), Maria Manoella (Zélia), Flávio Bauraqui (Detetive), Gillray Coutinho (Afonso), Nikolas Antunes (Yorgos), Marcio Vito (Osvaldo).
 
Sinopse: Rio de Janeiro, 1950. Eurídice e Guida são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais de origem portuguesa, em um lar conservador. Eurídice quer desenvolver seu talento como pianista profissional e entrar para uma escola em Viena. Guida, mais romântica e impulsiva, procura viver uma grande história de amor com Yorgos, um marinheiro grego. Elas serão cruelmente separadas. Cada uma tomará um destino que as tornarão invisíveis.

Sobre o Diretor: Karim nasceu em Fortaleza/CE, em 17 de janeiro de 1966. Karim Aïnouz iniciou sua carreira no cinema realizando curtas como Seams (1993), Paixão Nacional (1994) e Rifa-me (2000, que inspirou o longa O Céu de Suely). Foi co-roteirista de filmes nacionais, como Abril Despedaçado (2001) de Walter Salles, Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), de Marcelo Gomes, e Cidade Baixa (2005), de Sérgio Machado. Seu primeiro longa foi Madame Satã (2002), prêmio de melhor direção pela APCA, Festival de Biarritz, entre outros. Depois, realizou O Céu de Suely (2002), premiado no FestRio e Festival de Havana. Dirigiu a série de televisão Alice (2008). Também levou vários prêmios internacionais e nacionais o longa Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (2009 – co-direção de Marcelo Gomes). Dirigiu um dos episódios do longa Desassossego (2010). Seu filme seguinte, O Abismo Prateado (2011) também foi premiado no FestRio e em Havana. O filme Praia do Futuro (2014) já foi realizado em coprodução com a Alemanha, parceria que se repetiu em A Vida Invisível (2019), que levou Prêmio Un Certain Regard no Festival de Cannes 2019. Entre os filmes de Karim Aïnouz, o Grupo Cinema Paradiso já discutiu O Céu de Suely e Praia do Futuro.